Key for Schools – Portugal

 keyOs resultados nacionais do teste Key for Schools foram comunicados às escolas e ficaram disponíveis para  pais e encarregados de educação, os respetivos  relatórios individuais (statement of results) nos estabelecimentos de ensino onde os alunos realizaram o teste.

            Realizaram esta prova na Escola E. B. 2,3 Dr. João de Barros, 81 alunos do 9.º ano e 1 aluno do 7.º ano, os quais foram avaliados nas vertentes de Reading and Writing, Listening e Speaking. Os resultados obtidos pelos alunos desta escola, situam-se ao nível dos obtidos na região de Lisboa, onde se verificaram as melhores qualificações a nível nacional. O sucesso atingido neste estabelecimento de ensino, situa-se nos 90%, sendo que, 23% dos alunos, distinguiram-se com resultados de mérito e excelência e, 35%, obtiveram a classificação de Bom. A média global a nível nacional, para os alunos a frequentar o 9.º ano de escolaridade, é de 65,5%, sendo que a média global atingida na nossa escola é de 70%.

Estes resultados ultrapassaram as expetativas criadas, atendendo ao facto de ser o primeiro ano de implementação deste teste diagnóstico. Esta iniciativa teve o apoio da Universidade de Cambridge, através de Cambridge English Language Assessment cujo mérito é reconhecido mundialmente.

Estão assim de parabéns os alunos do 9.º ano, pelo empenho e civismo revelado não só ao nível das sessões de Speaking, como também na aplicação das restantes componentes deste teste.

“SALICÓRNIA, QUE SEGREDOS?!” 1º Prémio da Fundação Ilídio Pinho

Fundacao IP
O Projeto “SALICÓRNIA! QUE SEGREDOS?!”, desenvolvido pelo Jardim de Infância da EB da Gala, foi distinguido com o 1º Prémio da Fundação Ilídio Pinho, no 1º escalão, a nível nacional.
Este projeto visou dar a conhecer a Salicórnia. Com este projeto foram exploradas as potencialidades da planta e inovaram-se produtos benéficos para a saúde, nomeadamente o pão com salicórnia, produzido por uma padaria local. Este produto foi analisado pelos laboratórios da ARSC (Administração Regional de Saúde do Centro), cujo os resultados foram surpreendentes. A redução do teor de sal foi bastante evidente e  por conseguinte se traduziu em benefício para a saúde pública.
No âmbito da filosofia dos projetos “Ciência na Escola”, da Fundação Ilídio Pinho, o projeto “Salicórnia…Que Segredos?!” nasceu da necessidade de valorizar os recursos naturais locais, despertando o interesse das crianças em conhecer e explorar a riqueza das salinas localizadas na ilha da Morraceira, meio envolvente do Jardim de Infância da EB da Gala.
O projeto ambicionou reativar o interesse pelas salinas locais dando a conhecer, para além do sal, a biodiversidade existente neste ecossistema e ainda descobrir e apresentar soluções inovadoras/empreendedoras a partir da planta salicórnia.
As parcerias estabelecidas com a comunidade local, nomeadamente a Padaria/Pastelaria S. Pedro, o Restaurante Nova Gala e a Farmácia da Gala foram fundamentais para o sucesso do projeto. A Câmara Municipal da Figueira da Foz também possibilitou o desenvolvimento do projeto, cedendo o transporte para a saída de campo às salinas, assim como disponibilizou os recursos humanos para a visita pedagógica ao Núcleo Museológico do Sal. A artista plástica, Tesha, residente no concelho da Figueira da Foz participou neste projeto, valorizando-o artisticamente. Sendo a imagem reproduzida nas t´shirts das crianças. O Departamento de Matemática e Ciências Experimentais do AEZUFF que desenvolveu as atividades no âmbito das ciências, visando o estudo do mundo das plantas, as suas partes constituintes, reprodução e desenvolvimento, com incidência para a planta de género salicórnia pertencente à espécie S. Ramosissima. O professor de música, das Atividades de Enriquecimento Curricular da EB da Gala colaborou e criou a música do hino do projeto: “Viva a Salicórnia!” O envolvimento dos pais/encarregados de educação foi relevante, nas diversas atividades desenvolvidas em contexto escolar e na comunidade, pelas educadoras.
Todos juntos fizemos deste projeto um sucesso, que viu o seu reconhecimento e mérito, na atribuição do 1º Prémio da 11ª edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho!

Apoio da Ação Social Escolar (ASE) -1.º Ciclo

livros A Câmara Municipal oferece os Manuais Escolares obrigatórios aos alunos do 1.º Ciclo (1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos) que beneficiam de apoio da Ação Social Escolar, segundo o escalão: 1.º e 2.º  escalão de abono de família. Os manuais serão entregues pelo professor titular de turma, no início do ano.

manuais ase

Apoio da Ação Social Escolar (ASE) – 6º e 9º anos

Os alunos do 6.º e o 9.º anos de escolaridade que beneficiaram do apoio da ação social escolar na aquisição dos manuais escolares (1.º e 2.º escalão de abono de família),  devem entregar os manuais na secretaria da Escola Dr. João de Barros. 
Os alunos que terminaram o ciclo de ensino (6.º e 9.º anos), no ano letivo 2013-2014 e não restituíram os manuais escolares ou não os devolveram em bom estado de conservação, que possibilitem a sua reutilização, encontram-se impossibilitados de receber este tipo de apoio no ano letivo 2014-2015.
Para mais informações consultar o Despacho nº11886-A/2012, publicado em Diário da República, 2ª série, nº173, de 6 de setembro.

Provas Finais 4.º e 6.º anos – 2ª fase

examesInformam-se os encarregados de educação que, nos próximos dias 9 e 14 de julho, se realizarão as Provas Finais de Ciclo/Escola para os alunos dos 4º e 6º anos de escolaridade de Português e de Matemática, inscritos na 2ª fase.

            Assim, chama-se a atenção para o seguinte:

Os alunos devem apresentar-se às 8h30min, na Escola Dr. João de Barros, munidos do respetivo Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade ou qualquer outro documento de identificação pessoal com fotografia (não são aceites os recibos de entrega de pedidos de emissão de cartão de cidadão).

  • A chamada faz-se 15 minutos antes da hora marcada para o início da Prova.
  • As Provas terão início às 9h30.
  • É proibida a entrada de qualquer material ou equipamento de comunicação móvel (telemóveis), caso seja detetado na posse do aluno determina a anulação da prova.
Proudly using Dynamic Headers by Nicasio WordPress Design