Projeto inovador para a literacia dos Media e do Jornalismo

Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz desenvolve projeto inovador para a literacia dos Media e do Jornalismo

No âmbito da ação de formação promovida pela DGE subordinada ao tema “Literacia dos media e jornalismo: práticas pedagógicas com os media e acerca dos media”, está a ser desenvolvido na Escola sede do AEZUFF, um projeto que visa promover a Educação para os Media em contexto escolar, que se iniciou no 2.º período e se irá estender até ao mês de abril.

A implementação do projeto contempla várias atividades planificadas quer para a fase de ensino online, quer para a fase de ensino presencial, que visam sensibilizar os alunos para a linguagem específica dos media, a sua importância na atualidade e a sua influência na forma como olhamos o mundo.

De acordo com a Professora de Português, Susana Cabete, «as atividades desenvolvidas estão a suscitar um grande interesse por parte dos discentes e um forte envolvimento por parte dos encarregados de educação quer no apoio direto à realização de vídeos, quer na cedência dos direitos de captação de imagem e de som dos seus educandos, permitindo, assim, a viabilização do projeto, na medida em que o objetivo da DGE é criar um manual de boas práticas em matéria de projetos escolares para estas literacias”.

De entre as atividades já implementadas, salienta-se a simulação de um debate televisivo sobre o tema “Direitos Humanos”, que ocorreu numa aula de Português online, a realização de artigos de opinião sobre o Holocausto, na sequência da abordagem da obra literária O Diário de Anne Frank e um “Ciclo de Entrevistas” que os alunos estão a realizar a personalidades portuguesas de reconhecido mérito.

De acordo com a docente, “trata-se de um projeto que prepara as novas gerações para uma intervenção mais ativa e responsável não só em contexto escolar, mas também na sociedade civil, sendo potenciador da inclusão, uma vez que inclui a participação de alunos sujeitos a medidas de apoio à aprendizagem e à inclusão, ao abrigo do Decreto-Lei n.º54/2018, de 6 de julho, incluindo alunos com medidas adicionais, sendo o balanço, até ao momento, francamente positivo, pois tem permitido melhorar as aprendizagens e envolver alunos menos interessados e participativos, e estreitar a ligação entre os encarregados de educação e a Escola”.

Para o arranque das aulas presenciais, a partir de 5 de abril, estão previstas mais atividades, designadamente a realização de notícias e de reportagens sobre assuntos da atualidade, permitindo aos alunos compreender a relação dos media com o mundo atual, distinguir os diferentes géneros jornalísticos, desenvolver a competência da escrita em formato jornalístico e promover a Escola enquanto espaço para uma cidadania ativa e democrática.

A profª, Susana Cabete

Facebooktwitteryoutubeby feather

You may also like...

Poltica de Privacidade e Segurana